ANALITYCS

Exercícios resolvidos de rochas igneas [Geologia e Pedologia]

1.      Qual a relação entre o tamanho dos grãos dos minerais e a profundidade de consolidação do magma?
Quanto maior a profundidade, maior será o tamanhos dos grãos dos minerais. Altas profundidades geram uma relação da temperatura e pressão com o mineral, isso combinado com o tempo faz com que eles tenham mais ligações químicas.
Em relação a granulometria das rochas ígneas podemos separa-las em:
- Faneríticas ou grosseiras cujos minerais são facilmente perceptíveis a olho nu.
Ex: granito, gabro.
- Médias, cujos minerais são moderadamente visíveis a olho nu.
Ex: microgranito, diabásio.
- Afaníticas, ou finas nas quais é impossível a distinção dos minerais, a olho nu.
Ex: basalto, riolito.

2.      Como é o arranjo dos minerais em uma rocha ígnea?


Maciça:  Quando a rocha não apresenta vazios na amostra.

Vesicular:  Quando a rocha apresenta vazios na amostra. Estas vesículas são formadas por bolhas de gases dissolvidos no magma.  Só ocorre em rochas vulcânicas. 

Amigdaloidal:  Quando a rocha apresenta vazios preenchidos parcialmente por minerais secundários. 
Só ocorre em rochas vulcânicas. 





            Auxilio para questões 3 e 4 – Composição de rochas ígneas mais comuns



3.      Porque os granitos tendem a ser claros?
Por causa de seus componentes, que são basicamente quartzomica e feldspato que por sua vez contem muita SiO2 e Al2O3.

4.      Porque os Basaltos tendem a ser mais escuros?
Pois os basaltos são mais ricos em minerais que contem magnésio e ferro.

5.      Porque existem rochas plutônicas aflorando a superfície?

Existem duas possibilidades para existência de rochas plutônica na superfície, a primeira é por erupção vulcânica, antiga ou recente e a segunda é por movimentação das placas tectônicas que “empurram” partes mais profundas para a superfície.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Duvidas, criticas ou sugestões? Deixe seu comentário