ANALITYCS

Questões teóricas sobre treliças - Teoria das Estruturas 2

1.     O que é uma treliça? Que tipo de esforços agem sobre uma treliça?

São sistemas constituídos por elementos indeformáveis unidos entre si por articulações, consideradas perfeitas, e sujeitos apenas a cargas aplicadas nas articulações (nós). Assim os elementos (barras) ficam exclusivamente sujeitos a esforços normais, de tração ou compressão.
A definição apoia-se em simplificações, barras rígidas, nós serem rótulas e ausência de ações ao longo das barras, que conduzem a uma teoria aproximada no estudo destes sistema, desde que a estrutura esteja bem concebida, isto é, as barras sejam concorrentes num único ponto de cada nó.


         2.    O que é uma treliça simples e quais as suas características?

As treliças são formadas a partir de um triângulo base e por forma que cada novo nó seja agregado através de duas barras. Estas são interiormente isostáticas, verificando-se a condição b= 2n -3 onde b o número de barras e n o número de nós.
  


         3.     O que é uma treliça composta e quais as suas características?

Resultam da associação de duas treliças simples por meio ou de três barras não paralelas nem concorrentes num ponto (esquema 1), ou de um nó e uma barra que não concorra nesse nó (esquema 2).

As ligações entre as duas treliças simples restringem os três graus de liberdade que cada uma teria relativamente à outra. Se as treliças fossem ligadas entre si por um maior número de barras do que o indicados nos dois exemplos anteriores obtinham-se treliças compostas hiperestáticas em vez de isostáticas.

Apesar de não seguir o modo de formação anteriormente referido, para as treliças compostas, também se classificam deste modo as treliças que resultam da substituição de algumas barras de uma treliça simples por uma outra treliça simples. Na treliça do esquema (3), as barras superiores foram substituídas por treliças secundárias simples obtendo-se o esquema (4).


           4.     O que é uma treliça complexa e quais as suas características?
Estas treliças embora satisfazendo a condição básica da isostaticidade interior b= 2n – 3 (onde b o número de barras e n o número de nós), não se identificam com as leis de formação das treliças simples ou compostas, por isso classificam-se como complexas.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Duvidas, criticas ou sugestões? Deixe seu comentário